Os melhores sucessos de Bob Marley

Qualquer lista é algo delicado de se fazer, principalmente quando se tratam dos melhores sucessos como Bob Marley. Conheça a seguir uma lista com os melhores sucessos do cantor tão famoso por seu estilo e suas músicas.

Algumas são do conhecimento de todos, enquanto outras refletem um lado mais pessoal e até mesmo intrincado da carreira de Bob Marley, muito por conta de sua trajetória turbulenta. Confira:

 “Get Up, Stand Up” (1973)

Álbum: Burnin’
Canção para levantar o astral, mostrar que causas não faltam para estar sempre em pé e lutar por aquilo que acredita. Foi o alívio necessário que Bob Marley disparou no último disco que gravou em companhia do The Wailers original, com Bunny Wailer e Peter Tosh.

 

 “Rat Race” (1976)

Álbum: Rastaman Vibration
A inserção de instrumentos metálicos e backing vocals é a grande sacada dessa música. Naquele momento, o reggae transcendia para algo mais vibrante e envolvente, tragando elementos do jazz norte-americano. E essa canção fala sobre o orgulho Rasta em não disputar a acirrada corrida capitalista que envenenou os homens.

 

“Exodus” (1977)

Álbum: Exodus
Bob Marley deu um grande salto artístico ao respirar ares europeus depois de sofrer um atentado que quase tirou sua vida na Jamaica. Essa canção exemplifica a necessária evasão do artista em busca de novas fronteiras, seja propagando os ideais Rasta ou ampliando seu público pelo mundo.

 

“War” (1976)

Álbum: Rastaman Vibration
De acordo com o biógrafo Timothy White, essa canção foi gravada após a morte do imperador Haile Selassie I, imperador da Etiópia. Por mais que Bob ainda estivesse trilhando caminhos utópico-doutrinários, ele faz uma linda crônica da violência humana, que ganha densidade com as pontuações do baixo.

 

“Put It On” (1973)

Álbum: Burnin’
Essa é clássica em qualquer grupo de amigos. Pelo menos os que gostam da erva. Ela foi gravada inicialmente quando Bob Marley, Peter Tosh e Bunny Wailer ainda eram jovens do gueto que buscavam o estrelato na Jamaica. Mas, das inúmeras versões, fico com essa do Burnin’, que é a mais grooveada.

 

“Work” (1980)

Álbum: Uprising
Aqui, Bob Marley mostrou como as guitarras funk e a sincronia com baixo, que lembraria muito bem uma interação entre os irmãos (que tocaram com James Brown, Phelps e Bootsy) Collins, funciona lindamente com as temáticas reggae. Ou Bob ou Jah fariam funcionar essa mistura.

 

 “Them Belly Full” (1974)

Álbum: Natty Dread
A percussão e os backing vocals introduzem um dos temas mais complicados de se falar em música: a fome. Fica aquela ideia: por mais que a barriga esteja cheia, sempre estaremos com uma fome voraz de alguma coisa mais. Bob estava expressando os ensejos característicos do subúrbio, citando a dança de Jah como refúgio possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *